MBA vs. pós-graduação: entenda a real diferença

Você quer se especializar para aumentar sua renda mensal e conquistar um cargo mais elevado. Ao pesquisar sobre as opções se depara com uma dúvida: qual a diferença entre MBA e pós-graduação?

O primeiro ponto que deve ficar claro é que um MBA é um tipo de pós-graduação. O que caracteriza esse formato e o diferencia dos outros é que ele é voltado para a área de administração.

Outro ponto peculiar e importante é o fato de os participantes terem mais experiência de mercado, o que fortalece o networking. Além disso, os professores também são empresários e possuem negócios de destaque na área em que lecionam.

Mas o que faz essas duas modalidades serem tratadas de modo distinto? É isso que vamos esclarecer neste post. A partir de agora, você entenderá a real diferença entre esses cursos e descobrir qual é o melhor para você.

Quer saber mais? Acompanhe!

Diferença entre MBA e pós-graduação

Todos os cursos de especialização, MBA, mestrado, doutorado e pós-doutorado podem ser chamados de pós-graduação. Pela definição, entendemos que são programas realizados após a obtenção do título básico do Ensino Superior. No entanto, as modalidades se diferenciam e cada termo é utilizado conforme o conceito adequado.

A principal divisão é feita entre programas lato sensu e stricto sensu. A primeira categoria é composta por cursos que servem para o aperfeiçoamento em uma área de atuação específica. Por isso são mais direcionados para o mercado de trabalho.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), os programas lato sensu têm duração mínima de 360 horas. Ao terminar o curso, o aluno recebe um certificado, e não um diploma. Na prática não há diferença, exceto se você quiser dar aula em uma universidade pública, situação que geralmente exige o segundo documento.

Já os cursos stricto sensu são aqueles voltados para a carreira acadêmica, ou seja, mestrados e doutorados, que devem ser feitos nessa ordem. São mais teóricos e têm como foco as pesquisas, e não o mercado de trabalho.

Compreendendo essa separação entre lato e stricto sensu, vamos abordar as diferenças entre o MBA e a pós-graduação. Veja o que os caracteriza:

MBA

Esse curso é da modalidade lato sensu e se tornou bastante comum nos Estados Unidos, chegando depois ao Brasil. O Master in Business Administration tem foco no mercado de trabalho e é indicado para pessoas que têm mais de 3 anos de experiência profissional.

Apesar de nos EUA o MBA ser considerado do mesmo nível de mestrado, no Brasil o curso tem o mesmo grau de uma especialização. Seus assuntos principais são gestão, empresas e negócios. A ideia é preparar o estudante para se tornar gestor ou líder.

É um curso ideal para formar um networking e ter contato com outros profissionais da área, inclusive os professores. A carga horária do MBA frequentemente pode ultrapassar as 360 horas. É mais recomendado para pessoas que:

  • gostam de estudar, mas têm interesse em assuntos diretamente relacionados à profissão;
  • pretendem equilibrar os estudos e a jornada de trabalho;
  • desejam pesquisar, mas não têm tempo para uma dedicação exclusiva ou aprofundada;
  • dominam o idioma inglês;
  • desejam ocupar um cargo de liderança ou gestão na empresa em que trabalham.

Pós-graduação

Sua divisão é feita entre programas lato sensu (especialização) e stricto sensu (mestrado e doutorado). No primeiro caso, o foco também é o mercado de trabalho, mas os professores nem sempre são profissionais de destaque em sua área de atuação e é difícil formar um networking tão qualificado quanto no MBA.

Já a modalidade stricto sensu é voltada para a carreira acadêmica. Para entender melhor a diferença podemos usar como exemplo um profissional da área de nutrologia. Se ele quer se especializar em um aspecto da nutrição, deve procurar a pós-graduação. Porém, se deseja se tornar um líder no segmento de saúde, é mais indicado fazer o MBA em Gestão Hospitalar, por exemplo.

Quem procura a especialização pode atuar no mercado de trabalho e não precisa se concentrar completamente nos estudos. Já o mestrado e o doutorado exigem dedicação integral, porque é preciso realizar uma pesquisa mais aprofundada. Por isso as modalidades stricto sensu são recomendadas se você pretende dar aulas em escolas e universidades.

Como escolher a melhor opção

A escolha pela categoria mais adequada ao seu caso deve ser feita de acordo com os seus objetivos. O que você pretende ao fazer o curso é o principal critério nessa hora. Por exemplo, pense se você deseja seguir a carreira acadêmica algum dia ou se quer continuar sempre no mercado de trabalho.

Mas existem outras circunstâncias que devem ser avaliadas:

Pense na rotina

Outro ponto relevante é o dia a dia. O MBA pode ser levado junto com uma profissão, por ser um curso mais breve e que considera a rotina de quem trabalha. Isso significa que há possibilidade de fazer as atividades em horários livres. As aulas costumam ocorrer à noite em alguns dias úteis e principalmente nos finais de semana. 

Já as pós-graduações stricto sensu pedem, geralmente, dedicação integral. Além das aulas é preciso fazer estágio de docência, participar de grupos de pesquisa, elaborar artigos para revistas acadêmicas, entre outras atividades que vão contar pontos na plataforma Lattes.

Assim, se você deseja conciliar trabalho e pós-graduação, provavelmente terá que sacrificar finais de semana, noites e períodos de férias. Também precisará ter flexibilidade no emprego para poder assistir às aulas (que geralmente ocorrem de manhã ou à tarde em dias úteis) e participar de eventos, como palestras, congressos e simpósios.

Considere os pré-requisitos

Os pré-requisitos para ingressar em um MBA ou uma pós-graduação são praticamente os mesmos. É preciso ter um diploma de curso superior e participar do processo seletivo, que é definido pela instituição de ensino.

Entretanto, o processo seletivo para stricto sensu costuma ter mais etapas — em geral o mestrado e o doutorado exigem apresentação de projeto de pesquisa e arguição oral com uma banca.

Ao final, em ambos os casos é necessário realizar um trabalho de conclusão, que pode ser uma monografia, dissertação ou tese. Algumas universidades pedem a elaboração de um artigo em substituição. 

Geralmente, os cursos são pagos e podem ser feitos em instituições públicas e privadas. Em qualquer dos casos é uma forma de aprender mais e ter a possibilidade de melhorar sua carreira. No entanto, o MBA ajuda mais se o seu objetivo é o mercado de trabalho.

Entendeu a diferença entre MBA e pós-graduação? Agora é só você escolher o curso mais adequado às suas necessidades. Para saber mais sobre os cursos e ter outras informações, aproveite e assine a nossa newsletter.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"