Por que o empreendedorismo corporativo deve ser estimulado?

As empresas que incentivam o empreendedorismo corporativo entre os colaboradores aumentam a sua competitividade, criam um bom ambiente de trabalho e, consequentemente, têm excelentes resultados.

Mas, antes apresentar os motivos para promover o empreendedorismo corporativo dentro da sua empresa, é importante entender o que a prática significa. Saiba tudo sobre o assunto a seguir:

O que é empreender

Empreender tem se tornado algo cada vez mais comum: pessoas visionárias, que não têm medo de se arriscar e que acreditam no sucesso das suas ideias, estão se tornando empreendedores e abrindo seus próprios negócios.

Mas essa prática também pode ser realizada por um colaborador dentro da empresa em que ele já trabalha, isto é, não há a necessidade de começar um novo negócio. Para que isso aconteça, é fundamental que a organização incentive e recompense os colaboradores que tiverem iniciativas empreendedoras dentro do ambiente de trabalho.

Por que estimular o empreendedorismo corporativo?

O empreendedorismo corporativo, também conhecido como intraempreendedorismo, pode transformar o seu negócio. Afinal de contas, os funcionários que têm a mente aberta e que estão dispostos a propor novas soluções de trabalho te ajudarão a obter excelentes resultados — como otimização dos processos, redução de gastos e maior competitividade no mercado.

Além disso, quando os colaboradores têm a oportunidade de se desenvolverem dentro da empresa em que atuam, há uma maior motivação e satisfação entre eles, uma vez que se sentem aptos a transformar seus sonhos e ideias em realidade.

Em outras palavras, a empresa que incorpora o empreendedorismo em sua rotina gera um ambiente mais participativo e descontraído, rompendo o conservadorismo e a rigidez da liderança que, em vez de punir, colabora com o desenvolvimento dos seus subordinados.

Outro benefício proporcionado pelo intraempreendedorismo que pode ser destacado é a redução de custos. Muitas vezes, a alta gestão não consegue compreender os processos de cada setor pois não os acompanham diariamente. Dessa forma, ela não é capaz de entender como um processo pode ser realizado de forma eficiente.

Já os funcionários, que lidam com as suas tarefas diariamente estão muito mais aptos para enxergarem soluções que possam tornar a rotina de trabalho mais eficaz e com custos menores.

Como promover o empreendedorismo dentro da sua empresa

Como já vimos, são vários os benefícios que o empreendedorismo corporativo pode trazer para a sua empresa. E, para começar a colher os frutos dessa iniciativa, é fundamental promover uma mudança na cultura da organização.

É essencial criar um ambiente no qual o profissional empreendedor seja capaz de se desenvolver, além de deixar clara a possibilidade de os funcionários compartilharem as suas ideias e proporem mudanças que poderão resultar em melhorias para todos.

Além disso, os colaboradores devem sentir que têm, de fato, liberdade para serem criativos, sem pressão nem influência por parte dos seus gestores— que até podem ajudar em um projeto, mas sem podar a criatividade dos subordinados.

Os desafios

Para incentivar a prática empreendedora dentro da sua empresa, é importante estar ciente de alguns desafios que podem surgir. O 1º deles é saber como lidar com o profissional empreendedor.

Com ideais revolucionárias e uma mente aberta e inovadora, o intraempreendedor é um tipo de empregado que não gosta da burocracia tão comum nos processos administrativos. Isto é, ele tem como hábito questionar o que está sendo feito para então propor mudanças. É necessário que a empresa entenda esse posicionamento e se disponha a abrir mão do conservadorismo e da rigidez de ideias.

Uma vez que os colaboradores poderão se destacar pelo bom trabalho desenvolvido, outro desafio é fazer com que os gestores encarem os seus subordinados empreendedores como peças fundamentais na empresa, e não como concorrentes a serem eliminados.

Além disso, é importante saber que, ao aceitar uma sugestão de um colaborador, existe o risco da iniciativa não funcionar ou demorar para surtir efeito — e, nesse caso, é necessário compreender e auxiliar o funcionário, e não puni-lo.

As estratégias

Outro ponto a ser considerado é o fato de que, para promover o intraempreendedorismo, a empresa deve estar disposta a recompensar os funcionários que propuserem soluções eficientes como forma de incentivar os outros colaboradores a desenvolverem seu lado empreendedor. E, para isso, é necessário se dispor a ter gastos.

Promoções, bônus e, principalmente, reconhecimento do trabalho realizado e das melhorias proporcionadas por ele são alguns métodos de incentivo que podem ser aplicados como estratégia na recompensa dos colaboradores criativos e empreendedores.

O coaching

Uma ferramenta poderosa para lapidar o talento dos empregados empreendedores é o coaching. Quem se dispõe a implantar a prática em sua empresa e quer ter os melhores resultados possíveis deve investir no treinamento que otimiza as habilidades e as competências dos profissionais.

Durante o coaching, são analisados os perfis dos colaboradores para detectar quais são os seus pontos fortes e quais podem ser explorados e melhorados para transformá-los em intraempreendedores.

Qual é o perfil do empregado empreendedor

O intraempreendedor é o empregado que, em vez de abrir mão de seu trabalho para começar um novo negócio, usa as suas habilidades em busca de novas oportunidades dentro da própria organização onde trabalha. Ele pensa em soluções, inovações e melhorias para a organização.

É um profissional que tem como características principais a proatividade, a ousadia e o desejo por resultados. Está sempre em busca de novos conhecimentos e, quando falha, tenta aprender, com os erros, lições que levará para a vida e para os negócios.

Tem uma grande capacidade de analisar o cenário em que a empresa está inserida e, assim, pensar em novas estratégias para melhorar o posicionamento da instituição entre os concorrentes.

O grande diferencial do colaborador empreendedor é que ele se dedica ao trabalho como se fosse o próprio dono, sempre almejando o melhor para a organização. E é dessa forma que ele consegue promover grandes mudanças em seu setor e até mesmo na empresa como um todo.

Agora que você já sabe tudo sobre empreendedorismo corporativo, que tal aprender um pouco mais sobre o que é ser empreendedor? Com todas essas dicas você certamente conseguirá expandir sua visão de negócio e alcançar resultados cada vez melhores para a sua empresa.

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"