Transição de carreira: o que fazer para garantir sucesso?

Com as transformações na economia e na sociedade, a transição de carreira começa a fazer parte da vida de grande parte dos profissionais. No passado, era comum alguém passar toda a trajetória em uma só empresa. Depois, toda a vida em somente uma profissão. Já nos dias de hoje, diante de tantas mudanças no mercado de trabalho, as pessoas se veem na necessidade de tomar decisões e alterar rotas em “pleno voo” de carreira.

Na iminência do desemprego ou de uma drástica redução de salário, muitos profissionais ficam perdidos quando têm que realizar uma transição de carreira. Uma parcela considerável deles nunca realizou tal movimento antes e, por isso, perdem tempo e recursos preciosos na tentativa, muitas vezes desesperada, de garantir a empregabilidade.

Conheça, a seguir, alguns passos que você pode dar para trocar de carreira sem grandes transtornos e, assim, alcançar o sucesso profissional.

Nunca é tarde para mudar

Diferentemente do que muita gente pensa, é possível sim realizar a transição de carreira, com sucesso, em diferentes etapas da vida profissional. Com conhecimento, disciplina e flexibilidade, o indivíduo pode traçar novos rumos ao longo da própria existência.

Casos não faltam, no mundo corporativo, de pessoas que buscaram recolocação profissional e obtiveram êxito nessa jornada. Hoje em dia, até mesmo organizações investem em programas de outplacement para contribuir com profissionais que aderiram a programas de demissão voluntária. Além disso, os colaboradores podem contratar esse tipo de serviço por conta própria, para serem orientados de maneira eficiente na recolocação profissional.

Se por um lado as mudanças tecnológicas surgem para muitos como um furacão devastador de tudo que existia no passado, por outro, elas abrem novas chances no mercado de trabalho. Por exemplo: nos dias de hoje é possível trabalhar de casa, pelo computador, para empresas de diferentes partes do país ou do mundo, com certa flexibilidade.

Planejamento e foco são chaves para a troca

Mesmo que o sucesso na mudança seja possível, a transição de carreira deve ser feita com cuidado, ainda mais por quem tem muitas obrigações a cumprir, como chefes de família. O profissional deve ter a consciência de que a troca de atividade ou de segmento de trabalho pode ter várias consequências, como alteração temporária de salário, necessidade de novos comportamentos, eventual mudança de cidade etc.

Para ter sucesso na transição de carreira, o indivíduo deve se planejar para fazer a troca. De preferência, seria melhor preparar a mudança enquanto se está na colocação atual ou, então, ter uma reserva financeira razoável para cobrir os gastos pessoais e familiares por pelo menos dois anos. Em muitos casos, a transição não dá certo justamente pela falta de dinheiro, o que leva a pessoa a ter decisões precipitadas, que prejudicam o planejamento de carreira.

O ideal é que a pessoa programe o caminho a ser trilhado e saiba com antecedência os passos que deve seguir. Dessa maneira, fica mais fácil se manter dentro de limites previamente estabelecidos e desenvolver o foco necessário para o cumprimeno de algumas etapas da transição. Nesse trajeto, a ajuda profissional de um coach ou de um especialista em outplacement pode ser muito útil para otimizar a jornada em busca de recolocação no mercado de trabalho.

Tomar decisões estratégicas é essencial

Diagnóstico da situação atual, avaliação de possíveis erros do passado, análise do contexto econômico, visão de futuro etc. são alguns dos elementos que devem fazer parte do planejamento de quem quer fazer uma transição de carreira. Afinal, fazer esse movimento aos 25, aos 35 ou aos 45 anos de idade é diferente.

Se o profissional ainda está no início de carreira, é possível se arriscar mais numa mudança de área; já quando se está no meio da trajetória, o indivíduo deve considerar mais a razão do que somente a intuição ou a inclinação natural para determinado segmento.

Numa transição de carreira, o profissional deve prevenir ao máximo os riscos da empreitada. Para tanto, deve planejar um roteiro de ação para conquistar o objetivo proposto, que passa desde a preparação até a manutenção de uma promissora rede de contatos.

Especialização potencializa transição de carreira

Fazer uma troca de área ou de cargo satisfatória, com o mesmo nível salarial ou com aumenta da renda, sem dúvida passa por ao menos uma especialização. Conforme o grau de transição de carreira, o profissional deve quase “começar do zero” ou ter um curso de gestão que o capacite a buscar novas vagas na mesma área.

Por exemplo: um MBA é de grande utilidade para quem quer deixar atividades operacionais para assumir a posição de gestão em algum negócio. Seja qual for o caso, o indivíduo deve ter consciência de que a especialização no novo cargo desejado é praticamente um requisito básico para ser escolhido em um processo seletivo.

Experimentar a nova área é importante

Antes de fazer a transição de carreira, o profissional deve avaliar se a insatisfação no atual emprego se deve a um anseio dele próprio por outra posição ou se está relacionada com a empresa em questão.

No primeiro caso, o exercício do autoconhecimento é necessário para se chegar a uma decisão embasada. Por exemplo: o profissional pode aplicar a matriz SWOT na própria carreira, ao avaliar os pontos fortes e fracos que possui, além das possibilidades positivas e negativas do mercado de trabalho.

No segundo caso, se o problema estiver relacionado com a empresa, talvez seja interessante buscar uma vaga em outro lugar, mas sempre com “os pés no chão” para evitar frustrações. Afinal, há certos tipos de situações, como cobrança por resultados, que ocorrem em quase todas as organizações. Logo, a pessoa deve se preparar para saber lidar com isso.

Se a opção do profissional for de fato trocar de área, pode ser interessante experimentar as novas funções antes de bater o martelo rumo a esse caminho. Também é recomendável conversar com pessoas que já atuam na área almejada para saber os prós e os contras dessa profissão. Assim, o indivíduo se sente mais seguro na hora de partir para uma transição de carreira, além de evitar grandes riscos na troca somente por falta de informação adequada.

Quer receber mais dicas para melhorar a sua vida profissional? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"